Justiça decreta prisão preventiva de policial que atirou em convidados de festa de formatura em Ipu

O policial militar Jorgeandro Vieira de Oliveira, 28 anos, suspeito de atirar contra convidados de uma festa de formatura em Ipu na madrugada deste domingo (4), teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, afirmou o Tribunal de Justiça do Ceará, nesta segunda-feira (5). Pelo menos quatro pessoas foram baleadas na festa, que ocorria na casa de uma formanda, reunindo familiares e amigos dela. 
O policial foi autuado por tentativa de homicídio. O juiz Antônio Ediberto Oliveira Lima, da Comarca de Mucambo, unidade plantonista do 17º Núcleo Regional, que abrange a Comarca de Ipu, converteu a prisão em flagrante do suspeito em preventiva. 
Três vítimas dos tiros são familiares da formanda. Sendo a irmã dela, uma adolescente de 17 anos, e os pais dela, Antônia Ildete Pereira Pontes, 42 anos, e Antônio Sergio Vasconcelos Pontes, 48 anos. A quarta vítima foi um outro convidado, atingido de raspão. 
Jorgeandro Oliveira e a namorada também participavam da comemoração. A namorada do suspeito era amiga da formanda. Segundo familiares dos proprietários da casa, os tiros começaram após uma discussão entre o casal. 
"A namorada dele [do policial] entrou na casa e pediu pra entrar dentro do quarto dizendo que o namorado queria matar ela. Ele entrou depois [na casa] e disparou. E quem aparecia ele atirava. Foram 15 tiros", contou o tio da formanda, Osiris Pereira Pontes. 
A adolescente e o pai vítimas dos tiros passaram por cirurgia neste domingo (4). A mãe realizou exames e aguardava confirmação para saber se também precisaria passar por procedimento cirúrgico nesta segunda.
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·