Ipu-CE: Acusado de latrocínio é inocentado por familiares da vítima e testemunhas, um dos autores já foi capturado pela Polícia Civil


Reviravolta no caso do jovem que foi preso, em janeiro de 2018, acusado de latrocínio, na praça do bairro Breguedoffe, desta cidade Ipu-CE. O crime teve como vítima de nome Antônio Carlos da Silva Sousa, vulgo "Neném".
"Buriti", jovem com antecedentes criminais, responde a vários furtos, residente no bairro Breguedoffe, foi apontado como principal suspeito, neste caso o acusado teria matado a vítima para roubar (latrocínio). Imediatamente a Guarda Civil Municipal, sob o comando do Major Eucir de Castro localizou o "Buriti" e prendeu o mesmo embarcando em uma Topic, rumo a Guaraciaba do Norte. O mesmo durante todo esse tempo alegou inocência.


Em virtude dos familiares da vítima afirmar peremptoariamente a inocência do "Buriti", a investigação foi reaberta, e posteriormente com testemunhas oculares do homicídio arroladas, o caso teve uma reviravolta. Surgem três acusados do assassinato do "Neném"; Francisco Medeiros da Costa, vulgo "Nego Fera", e seus cunhados Aleff  Lino de Sousa e Carlos Henrique Alves da Silva.
Acusado: Aleff.
A motivação do crime teria sido vingança, houvera em uma certa época um desentendimento do "Neném", com o Henrique, e o "Neném", teria desferido um tiro no ombro do Henrique. A vingança teria acontecido da seguinte maneira, "Nego Fera", teria chegado de moto com o Henrique, este último desceu segurou o "Neném", foi quando surgiu o Aleff e desferiu várias facadas contra a vítima. Os pedidos de prisão provenientes da Delegacia de Polícia Civil de Ipu, delegado Dr. Rômulo Melo, contra os três acusados, foram concedidos pela justiça local. Aleff já foi preso e os outros dois estão foragidos. A liberdade do "Buriti", também já foi solicitada, tendo em vista a comprovação da inocência do mesmo.
"Buriti" - Inocente!
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·