Protesto no dia de finados: Luto na bica do Ipu, simbolizando sua morte, imagem choca sociedade

 
A artística plástica, a ipuense Klaudiana Viana Torres resolveu protestar, nesta sexta-feira (02/11); dia de Finados, de um jeito impactante, que pudesse despertar nas autoridades e na sociedade em geral uma reflexão ante ao que o homem tem feito com o nosso meio ambiente, especialmente o nosso cartão postal e principal ponto turístico a Bica do Ipu.
Klaudiana Torres com o apoio de rapeleiros de Ipu, comandados pelo empresário Toínho Marinho Filho, estenderam por cerca de 140 metros de uma faixa preta, exatamente no local da queda d'água, onde está totalmente seco. A faixa preta é o símbolo do luto, da morte, e para a artística plástica o protesto consiste em chamar a atenção de todos para a morte temporária da Bica do Ipu, ou se não houver uma atitude drástica, o seu desaparecimento definitivo.
A artística plástica Klaudina Torres foi a guia de amigos seus de Fortaleza, que vieram ao Ipu, e obviamente chamara-na para um banho na famosa, conhecida internacionalmente Bica do Ipu, tamanha foi a tristeza, a decepção e até mesmo a vergonha da artista ipuense, ao se verem diante de um enorme paredão rochoso, na transformação do "véu de noiva", não caia sequer uma gota d'água. Fato que a motivou fazer esse protesto no dia de Finados. 
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·