Homem que reside na rua Ozório Martins, bairro Alto dos 14, desabafa que foi preso injustamente, e por isso está sofrendo psicologicamente!



Morador da rua Ozório Martins, bairro Alto dos 14, desta cidade Ipu-CE, solicitou na manhã desta quinta-feira (29/11) à nossa reportagem, para desabafar,  que por conta de ter sido vítima de uma prisão injusta, acontecida na cidade de Tamboril, tem sofrido problemas psicológicos.
Francisco das Chagas dos Santos, 29 anos, casado, pai de 3 filhos, profissão calceteiro, membro da etnia de ciganos, relatou que no dia 22 de agosto, do ano em curso, quando com mais outras duas famílias, cada uma em um carro, vinham de Canindé com destino ao Ipu, e ao passarem numa localidade denominada Oliveiras; município de Tamboril, seu carro deu defeito, tendo que acampar na referida localidade. Após algum tempo passou um homem estranho de moto, em seguida chegou a Polícia Militar, com a acusação, cujo nosso entrevistado e outro rapaz menor de idade, teriam roubado de uma pessoa a quantia em dinheiro de R$ 70,00, e a gasolina de sua moto.
Os dois foram conduzidos pela Polícia Militar, que os colocou na presença da suposta vítima, esta afirmou que àqueles seriam os assaltantes, como apenas Francisco das Chagas era maior de idade, foi encaminhado para a cidade de Crateús e recolhido ao Presídio, onde passou 4 dias de aflição, angústia e sofrimento, sem entender porque tinha sido acusado de algo que não cometera, pois vive do seu trabalho de fazer calçamentos, ou de troca de objetos, costume cigano. Ainda passou 4 dias porque vendeu seu único carro; transporte da família. Francisco das Chagas disse que ainda terá outra audiência em juízo, mas que precisava desabafar, em face da tamanha injustiça, talvez pela discriminação, o preconceito, que quem é cigano sofre bastante.
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·