Mãe vai à Polícia e acusa vereador Soldado Noelio de estuprar sua filha de 16 anos

ma denúncia formulada pela mãe de uma adolescente de 16 anos aponta o suposto envolvimento do vereador de Fortaleza, e recém-eleito deputado estadual, Soldado Noelio (PROS) em um crime de estupro. O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil através da Delegacia de Combate ao Crime de Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa).

O Boletim de Ocorrência (B.O.), que expõe a denúncia contra o político, foi registrado no dia 31 de julho último, às 22h15, no plantão da Dececa. A mãe contou à Polícia que sua filha, de 16 anos, “estava sem menstruar há três meses e sentindo cólicas”, por conta disso, levou a garota ao médico e, através de um exame de ultra-som pélvico, ficou constatado que a menor estava grávida.

Daí em diante, a mãe narra no B.O. a situação que aponta o envolvimento do vereador no caso. Segundo ela, a filha lhe relatou que conheceu Noelio através de uma rede social e os dois marcaram um encontro que acabou acontecendo no bairro Autran Nunes (a data do encontro não foi especificada). De lá, Noelio, que estaria em uma caminhonete Hilux, levou a garota para um motel no Cumbuco, em Caucaia, onde teria praticado o abuso sexual. “Ele teve relações com ela sem a permissão de minha filha”, narrou.

Ainda no documento, a mãe diz que, após o primeiro encontro, que resultou no estupro, o vereador teria marcado outro, porém, a garota se recusou. A mãe disse também que sua filha é epilética.
O CN7 tentou contato com a mãe da garota através do telefone que consta no B.O., mas estava fora da área de serviço. Foram deixados recados, que não foram retornados.

A assessoria do vereador informou que ele não tem conhecimento do fato, que irá procurar o Boletim de Ocorrência para se inteirar do caso.



O Boletim de Ocorrência feito pela mãe da menina narra o crime

CN7
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·