Funcionário público municipal de Ipu registra boletim de ocorrência contra a prefeitura por perseguição política

Um funcionário público municipal de Ipu, compareceu na manhã desta terça-feira (25/09) na Delegacia de Polícia Civil de Ipu para registrar contra a Prefeitura desta urbe, um Boletim de Ocorrência, por perseguição política.
José Silderlandio Amarante da Silva, residente no distrito de Várzea do Giló fez a seguinte comunicação à autoridade policial: Relatou que exerce a função de Agente de Vigilância Pública junto à Prefeitura de Ipu, sendo que se encontrava lotado na Escola Antonio Otaviano Melo, no distrito de Ingazeira, que tomou conhecimento que fora removido pela Administração Municipal, sendo que a nova lotação é no CEI (Centro de Educação Infantil), localizado na sede do município, e que o mesmo deveria trabalhar aos sábados, domingos e feriados.
O noticiante afirma que a remoção se deu por motivação política, que diante disso registra o Boletim para providências na seara administrativa e cível. Além de ferir a lei eleitoral, haja vista esse procedimento é vedado neste período, ainda comete um crime à democracia.
Silderlandio disse para à nossa reportagem que a sua transferência é uma retaliação, um castigo, pura perseguição política, por ele ter manifestado em sua Página Pessoal no Facebook, o seu voto nas eleições de 2018, ao mesmo tempo que postou uma foto com um dos seus candidatos, logo, diferente dos candidatos apoiados pelo prefeito de Ipu. 
Boletim de Ocorrência.
Confira a entrevista na sonora abaixo: 
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·