Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Tensão Cid vive até 72 horas de angústia às vésperas da homologação da delação da Odebrecht


 Cid vive até 72 horas de angústia às vésperas da homologação da delação da Odebrecht


O ex-governador Cid Gomes vive até 72 horas de angústia. Os juízes auxialiares da equipe do ministro Teori Zavascki, morto no dia 19, concluíram as audiências com os 77 executivos da Odebrecht e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, deve homologar a delação da empreiteira até a próxima terça-feira (31).
O temor de Cid é ser delatado por João Pacífico, responsável pelo repasse de propinas da empreiteira no Nordeste, ou por Benedito Barbosa Júnior, que pode confirmar o uso da cervejaria Itaipava, do Grupo Petrópolis, em esquema de pagamento de propina a políticos. Atualmente, o ex-governador tem um galpão alugado à Itaipava, em Sobral.
Sistema adutor do Castanhão
Para piorar a situação de Cid, um consórcio entre a Odebrecht, Queiroz Galvão e Andrade Gutierrez foi o responsável pelos 66km do trecho do Sistema Adutor do Castanhão, no Ceará. A obra é uma das 38 investigadas pela Polícia Federal com participação da empresa e pode explicar os R$ 200 mil repassados ao "O Falso", codinome de Cid na lista da propina da empreiteira.
Delatados
Além de Cid, outros cearenses observam com apreensão a homologação da delação da Odebrecht pela presidente do STF. No total, serão 35 senadores, 14 governadores e ex-governadores e mais de cem deputados federais. Cid não é o único que teme ser delatado. Casos as suspeitas se confirmem, o ex-governador cearense pode cair nas mãos do juiz federal Sérgio Moro e acabar sendo preso.Com informações Ceará New7
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·