Ceará registra mais duas mortes por febre chikungunya e cinco por dengue

Ao todo, este ano, os óbitos já somam 13 por dengue e quatro por febre chikungunya Mais cinco mortes por dengue e duas em decorrência da febre chikungunya foram confirmadas no Ceará. Os dados são dos boletins epidemiológicos divulgados, nesta sexta-feira (1º), pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Ao todo, este ano, os óbitos já somam 13 por dengue e quatro por febre chikungunya.
Segundo o boletim, foram notificados, em 2016, 24 óbitos suspeitos por febre de chikungunya no Estado. Desse total, seis foram descartados, 14 estão em investigação e quatro foram confirmados, sendo dois do sexo masculino e dois do feminino, com idades de 12, 89, 87 e 88 anos, respectivamente.
Já em relação aio número de casos, 20.073 foram notificados este ano, sendo 7.080 confirmados, 2.233 descartados e 10.760 ainda estão em investigação. De acordo com a Sesa, a maioria dos casos confirmados ocorreu em adultos, na faixa etária de 41 a 50 anos. O registro confirmado de febre de chikungunya ocorreu em 78 municípios do Estado.
O boletim epidemiológico da dengue mostrou que mais cinco mortes pela doença foram confirmadas nesta última semana, passando de 8 para 13. Desse total, foram seis mulheres e sete homens. A maioria deles ocorreu em adultos com idades entre 36 e 77 anos e dois ocorreram em crianças de um mês e 11 anos.
De acordo com a Sesa, na comparação com o mesmo período de 2015, houve uma redução no número de óbitos. No ano passado, foram confirmados 28 mortes. Ainda conforme o boletim, 37 óbitos e 43 casos graves deste ano estão em investigação. Ao todo, 63.559 casos de dengue foram notificados no Ceará. Destes, 17.587 foram confirmados.
Os casos de dengue foram registrados em 147 municípios do Estado e 21,7% dos casos confirmados ocorreram na faixa etária entre 20 e 29 anos.
 
Fonte Diário do Nordeste
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·