Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Servidores da Adagri paralisam atividades

Servidores da Agência de Quixadá, Quixeramobim e Baturité promoveram um ato, nesta quarta-feira, na Feira de Animais de Quixadá ( Foto: José Avelino Neto )
Iguatu. Os servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri) estão em greve em todo o Estado do Ceará. A paralisação começou nesta semana quando foi lançada oficialmente a primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa, no último dia 2 de maio. O movimento reivindica a valorização dos servidores, melhoria salarial e paridade em relação aos vencimentos de profissionais de nível médio e superior de outros órgãos estaduais.
Esse é o primeiro ato de paralisação dos servidores da Adagri. No ano passado, houve deflagração do estado de greve. Os fiscais estaduais agropecuários querem paridade salarial. A greve dos agentes gera preocupação, uma vez que o Estado está mobilizado na campanha de vacinação contra a febre aftosa e o movimento pode afetar os índices de imunização do rebanho.
Embora 30% da categoria estejam trabalhando, a quantidade restrita de profissionais pode comprometer a qualidade do trabalho. De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará, Antônio Dimas Oliveira, os 30% dos servidores que estão trabalhando são para garantir a manutenção das vacinas. "Para dar conta mesmo não dá, porque, ainda com todo o pessoal em campo, enfrentamos problemas de transporte, combustível e logística", observou.
Ainda de acordo com o Sindicato, a Adagri, no Ceará, conta com 125 servidores na ativa. A Agência dispõe de 40 núcleos e oito escritórios regionais no Interior do Estado. Na avaliação de Dimas Oliveira, a vacinação contra febre aftosa pode sofrer influência por conta da greve porque há diversos serviços que só são feitos pelos servidores da Adagri, como recebimento, fiscalização e manutenção das vacinas. A verificação da refrigeração, por exemplo, deve ser feita duas vezes por semana.
O supervisor da Adagri em Iguatu, Oscarito Ramos, esclareceu que, apesar da greve, o escritório está funcionando com parte dos servidores. "Não é verdade que estão fechados", disse.
Servidores da Agência de Quixadá, Quixeramobim e Baturité promoveram um ato, na manhã desta quarta-feira, na tradicional Feira de Animais de Quixadá, com apitaço, faixas e cartazes. Em Sobral, a supervisora regional, Iracelma Arruda, disse que os efeitos da greve só serão sentidos ao fim da campanha de vacinação, que vai até o dia 31 deste mês.
Sem prejuízo
Por meio de nota, a Adagri destacou que a paralisação de alguns servidores não vai implicar em prejuízos à campanha de vacinação e nem na produção e exportação de frutas. Adiantou que as reivindicações dos servidores da Adagri estão sendo analisadas e negociadas com a Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado do Ceará. Os escritórios da Ematerce estão recebendo os comprovantes de vacinação.
 
Fonte Diário do Nordeste
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·