Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Fundação Banco do Brasil investe mais de R$ 87 mi no CE

Os residenciais Orgulho Tropical 1 e 2, em Sobral, são alguns dos beneficiados ( Foto: Luiz Queiroz )
Iguatu. Nos últimos dez anos, a Fundação Banco do Brasil (Fundação BB) investiu R$ 87,6 milhões para promover projetos sociais, produtivos, educacionais, esportivos e de lazer em 114 municípios do Estado do Ceará. O objetivo do conjunto de ações é contribuir para o desenvolvimento local e sustentável com a participação de jovens e adultos.
Foram investidos nesse período recursos em programas de moradia urbana, em agroecologia, agroindústria, resíduos sólidos, captação e armazenamento de água e em projetos assistenciais para adolescentes de promoção do esporte, cultura, lazer e educação. "Temos um leque de programas muito importantes em andamento em dezenas de cidades do Ceará", frisou José Caetano Minchillo, presidente da Fundação.
Quando se fala em Fundação Banco do Brasil logo ocorre a lembrança do programa AABB Comunidade, uma das ações mais difundidas no Interior do Estado. Entretanto, há outros projetos, menos conhecidos, mas que vêm ganhando impulso na última década.
Moradia
No âmbito do programa "Minha Casa, Minha Vida", a Fundação BB implantou uma nova proposta de moradia urbana associada à tecnologia social. São cinco eixos de atuação nessa área, que promovem a mobilização, a organização comunitária, educação, gestão de resíduos sólidos e agricultura urbana, com base nos princípios da Agroecologia. Todas estão certificadas pelo Banco de Tecnologias Sociais (BTS).
Os empreendimentos contam com 2.112 unidades habitacionais e serão beneficiados com investimento social no valor de R$ 253 mil da Fundação BB para a reaplicação das tecnologias sociais. Somente no Ceará, serão investidos cerca de R$ 1 milhão em 11 empreendimentos de oito municípios.
No total, serão atendidas 8.024 unidades habitacionais e mais de 32 mil pessoas. Em março passado, foram entregues os residenciais Orgulho Tropical 1 e 2, na cidade de Sobral, onde residirão mais de 8,3 mil pessoas.
"Com este projeto, deseja-se agregar à ocupação do espaço urbano o estímulo ao fortalecimento dos laços entre as famílias, incentivando os princípios de associativismo, a participação comunitária", afirmou o presidente Minchillo.
1
Agroecologia
A agricultura de base sustentável é cada vez mais reconhecida como modelo capaz de responder aos desafios de produzir alimentos saudáveis e de promover a segurança alimentar, ao mesmo tempo em que se valoriza o trabalho das populações rurais e se conserva os recursos naturais.
O foco da Fundação Banco do Brasil é na reaplicação da tecnologia social denominada Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais) e no apoio à comercialização de produtos colhidos do ambiente de biodiversidade e de sistemas produtivos orgânicos de redes de cooperativas e associações de produtores familiares, por meio do programa Ecoforte.
No Estado do Ceará, foram investidos mais de R$ 4 milhões para implantação de 650 unidades ao todo.
Outra frente de atuação é o Programa Redes Ecoforte que tem por objetivo o fortalecimento das redes de Agroecologia, extrativismo e produção orgânica. A proposta é que o programa atenda a 29 redes de agricultores familiares e comunidades tradicionais selecionadas por meio de edital.
Desde o ano de 2014, a parceria da Fundação BB e do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) conta com investimento social não reembolsável de R$ 34 milhões. As entidades selecionadas recebem o valor máximo de R$ 1,25 milhão por cada projeto.
No Ceará, a Cáritas Diocesana de Sobral implantou um projeto com 61 unidades de referência de produção agroecológica e orgânica em 12 municípios dos Territórios de Sobral e Vales do Curu e Aracatiaçu. As unidades vão fazer o resgate, a preservação e a multiplicação de sementes por meio do fortalecimento e da ampliação da Rede Intercâmbio de Sementes. O projeto vai ter o investimento social de R$ 1,1 milhão da Fundação BB e BNDES.
As unidades de referência beneficiarão agricultores dos municípios de Sobral, Itapipoca, Trairi, Tururu, Irauçuba, Massapê, Frecheirinha, Santana do Acaraú, Morrinhos, Bela Cruz, Marco e Forquilha. "As sementes crioulas são um patrimônio nosso e representam a continuidade da vida", explicou o agente da Cáritas Diocesana de Sobral, Erivan Silva.
O segmento da pequena agroindústria é uma das alternativas econômicas para a permanência dos agricultores familiares no meio rural. Tem como base a organização dos agricultores em cooperativas e associações, de modo a fortalecer a produção, o beneficiamento da matéria-prima e a comercialização.
No Estado do Ceará também há previsão de investimento de recursos não reembolsáveis na ordem de R$ 2,3 milhões para implantação e modernização de empreendimentos coletivos agroindustriais.
Resíduos sólidos
Por meio do Programa Cataforte, a Fundação Banco do Brasil trabalha para a inclusão socioprodutiva de catadores de materiais recicláveis na cadeia de resíduos sólidos, alinhadas à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).
As ações são voltadas para a Educação, geração de trabalho e renda e fortalecimento dos empreendimentos econômicos solidários de catadores. No Estado, já foram investidos R$ 961 mil, atendendo cerca de 800 pessoas em dois projetos.
O primeiro teve o foco na capacitação, formação e assistência técnica. O segundo tem como objetivo estruturar redes solidárias de empreendimentos de catadores de forma a agregar valor na cadeia da reciclagem e possibilitar uma maior inserção no mercado.
Acesso à água
Há também investimentos sociais da Fundação na reaplicação de tecnologias sociais de captação e armazenamento de água da chuva, apoiando a mobilização das comunidades sertanejas na conquista da autonomia no que diz respeito ao acesso à água.
No Ceará, foram implantadas 16.436 cisternas de placas para armazenamento de água para consumo familiar. As unidades estão instaladas 24 municípios, totalizando um investimento de R$ 36,9 milhões.
Já as cisternas para armazenamento de água para produção de alimentos e criação de pequenos animais receberam investimento de R$ 19 milhões para a implantação de 1.800 unidades em 19 municípios cearenses.
Também foram construídas 2.500 barraginhas - tecnologia social desenvolvida para contenção das enxurradas e reabastecimento do lençol freático - com investimento social de R$ 617 mil, em 11 municípios do Estado do Ceará.
Educação
Os projetos de educação da Fundação BB estão estruturados no Programa AABB Comunidade e Inclusão Digital, nas mobilizações para a reaplicação das tecnologias sociais e em capacitações profissionais e de gestão de empreendimentos solidários.
Nesse segmento, ao todo, 298 projetos, em 35 municípios, receberam recursos. No total, foram investidos R$ 12,9 milhões para atendimento a precisamente 45.179 crianças e adolescentes.
Mais informações:
Fundação Banco do Brasil
Fone: (61) 3104-4006
Site: www.Fbb.Org.Br
 
Fonte Diário do Nordeste
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·