Municípios realizam novas ações contra o Aedes aegypti

O combate ao mosquito depende da mobilização de todos, não apenas do setor público, daí as campanhas de mobilização ( Foto: Agência Reuters )
Fortaleza As Coordenadorias Regionais da Saúde do Estado (Cres) vão iniciar ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue chikungunya e zika. Itapipoca realiza, hoje, uma ideia da 6ª Cres, que será desenvolvida juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Ordem dos Advogados do Brasil - Ceará (OAB-CE) e outras instituições.
As equipes irão realizar ações de prevenção ao mosquito, como a distribuição de folder de porta em porta, em comércios, escolas e igrejas, além de colocar telas em caixas d'água.
Há bairros do Município que estão com índices de infestação do mosquito altos, como o Boa Vista, com 4.34%; Contendas, com 4,14%; e Madalena com 3,20%. O Ministério da Saúde só considera o índice satisfatório quando, de 100 imóveis visitados, em apenas um os agentes encontram focos do Aedes aegypti. Na última sexta-feira (26 de fevereiro), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) liberou 30 rolos de telas, suficientes para vedar 750 imóveis em Itapipoca. A programação de hoje começa às 7h30, na Praça São Sebastião, no Centro de Itapipoca, com uma caminhada que sai às ruas de diferentes bairros.
A coordenadora da 11ª Cres, Lucila Magalhães Rodrigues, afirma que o trabalho de prevenção e controle do mosquito, na área de abrangência é intenso. Ela destaca que mutirões estão sendo realizados em várias bairros dos municípios, com treinamentos das brigadas, reuniões da Comissão Intergestores Regional (CIR), com a pauta enfrentamento à microcefalia, realização de Dia D, mobilizações nas escolas, com os estudantes sendo importantes agentes de informação de prevenção.
Nas áreas de abrangência das regionais de saúde de Russas e Sobral, além de caminhadas, mobilizações nas escolas, está sendo priorizada a capacitação das brigadas nos órgãos públicos, criadas a partir de decreto do governador Camilo Santana.
Segundo o coordenador da 9ª Cres, Israel Guimarães Peixoto, foram capacitados mais de 800 agentes públicos para atuação nas brigadas de inspeção nos prédios públicos, incluindo prefeitos, secretários municipais, professores, profissionais da saúde, servidores públicos na região de saúde de Russas. A região é formada pelos municípios de Jaguaretama, Jaguaruana, Morada Nova, Palhano e Russas.
Há brigadas em todos os prédios públicos, incluindo os municipais, estaduais e federais, responsáveis pela inspeção de focos do mosquito para evitar que se multipliquem e ameacem ainda mais a saúde da população.
 
Fonte Diário do Nordeste
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·