Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Whatsapp para todos os programas. PARTICIPE!

Dupla revoluciona ensino no Interior

Além das escolas, o projeto ganhou a Internet, por meio de vídeos postados no Youtube, com o título "Ciência sem pareia" ( Foto: Honório Barbosa )
Antonina do Norte A julgar pela alegria e atenção dos alunos da rede pública estadual e municipal de ensino, nesta cidade, no Sul do Ceará, dois professores, de Química e Física, obtêm êxito com um projeto inovador, que quebra a rotina dos ensinamentos exclusivamente teóricos em sala de aula.
O esforço é para prender a atenção dos alunos, despertar o gosto pelo estudo das disciplinas de Química e de Física. O projeto tem nome regionalizado, "Ciência sem pareia". Começou em 2011, em uma iniciativa inédita dos professores Nivanildo de Souza Mangueira e João Ítalo dos Reis Souza. No início, denominava-se "Isto é Física: do sério ao engraçado". O objetivo sempre foi o mesmo: demonstrar experimentos científicos de forma simples e lúdica.
Os docentes revolucionam a forma de ensinar as disciplinas em Antonina do Norte e Assaré. "Percebemos um melhor entendimento dos alunos, que estão motivados. As experiências já foram levadas para outros municípios e para as escolas da rede municipal", disse Oscar Braga, diretor geral da Escola de Ensino Fundamental e Médio Antonio Mota, onde o projeto começou.
Canal no Youtube
Além das escolas, o projeto ganhou a rede mundial de computadores, a Internet, por meio de vídeos postados no Youtube, com o título "Ciência sem pareia". No início, as filmagens eram amadoras, feitas com uma câmera digital bem simples, em locais inusitados: barraca de palha de coqueiro, no meio da roça, em estrada de terra, na escola, em casa e em calçadas.
Neste ano, com a adesão de três voluntários - Márcio Souza, Marcos Rayan e Wellington Freitas - a qualidade das filmagens melhorou e o canal já conta com quatro postagens e milhares de acessos. "Encontramos um meio de divulgar as nossas experiências, que antes ficavam restritas à sala de aula ou à escola. Agora milhares podem assistir", explica o professor João Ítalo.
>Acesse os vídeos do 'Ciência sem pareia' 
Os idealizadores do projeto são professores temporários contratados pelo Estado. São apaixonados por Educação. "Buscamos levar o conhecimento de forma divertida e curiosa. Há uma relação entre o conteúdo ensinado e a experiência aplicada", diz Nivanildo Mangueira. Os docentes são alegres, mas cobram com rigor as etapas do experimento e o conteúdo por meio de provas.
Foco no Enem
Há um foco sobre os conteúdos mais cobrados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). "Resolvemos questões e apoiamos os nossos alunos", disse Nivanildo. Neste ano, o professor foi aprovado em seleção para a Escola Profissional Antônia Nedina Onofre de Paiva, em Assaré. "Levei o projeto para lá e mantenho pela manhã em Antonina".
"A maneira de ensinar é divertida", diz o fotógrafo, Wellington Freitas, ex-aluno que faz filmagens e edição dos vídeos. Na manhã de ontem, na Escola 8 de Maio, os professores fizeram três experiências de química que prenderam a atenção de dezenas de alunos do Ensino Fundamental, que ainda não viram conteúdos da disciplina.
A diretora Elenilza Lima diz que a escola sempre está com as portas abertas para inovações pedagógicas e lembrou a conquista do Prêmio Escola Nota 10. "Os professores animam, despertam o gosto pelo estudo", frisa. A aluna Tainá Antunes, do 7º ano, não despregou os olhos das experiências, sentada na primeira fila. "É muito interessante saber como as coisas acontecem. A gente fica com medo, do fogo, de ter uma explosão, mas tudo é divertido", afirma.
"É preciso trazer vivências, experiências práticas para a sala de aula. A ciência pode ser entendida com materiais encontrados em casa, na rua. Instigamos a curiosidade científica, a pesquisa", diz João Ítalo.
O projeto "Ciência sem pareia tem parceria de divulgação na TV DN.
 
Fonte Diário do Nordeste
 
Copyright © 2012. RÁDIO REGIONAL - ·
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·