Total de Visualizações

Jiu-jitsu: Ipuense vence em uma categoria e fica em terceiro no meio dos grandalhôes

No último domingo, (10/07/2016), na capital cearense Fortaleza, o Ipu foi representado no Jiu-jitsu, CAMPEONATO OPEN TERRA DO SOL 2016, pelo conterrâneo Mizael Guilherme. O esforço e dedicação foi premiado com Primeiro Lugar em uma categoria e Terceiro Lugar em outra, aonde disputou com atletas acima de 100 Kg, bem superior ao seu porte e sua categoria. Os patrocinadores além do próprio atleta foram Mercearia Copa 70 dirigida pelo Cássio Costa Mathias e ECLAM Contábil dirigida pelo Edilson. 
Nosso reconhecimento e os nossos parabéns ao atleta Mizael Guilherme pela dedicação ao esporte.




[Continue lendo...]

Sacada de Jonatas Taumaturgo: A Vida é somente uma passagem

Jonatas Taumaturgo usa seu canal de comunicação e manda mais uma SACADA. Veja, curta, compartilhe e aplique na sua vida.
[Continue lendo...]

Noite de terror! Encontro marcado pela a Internet resulta em estupro na cidade de Ipu

 
Ipu tem o registro de mais um caso de estupro. O crime hediondo teve como vítima uma garota de 18 anos, do bairro da Mina, na noite desta sexta-feira (08/07).
A jovem teria começado um relacionamento com o seu algoz através da Internet. Após estar bastante envolvida com o indivíduo, marcaram um encontro, o que ocorreu na noite desta sexta-feira, em que a garota entrou no carro, colocando nas mãos de um maníaco sexual o destino da sua vida. Um amor virtual foi transformado numa realidade cruel e traumática.
O elemento mal intencionado levou a jovem para um local ermo nas proximidades da Escola profissionalizante de Ipu, e lá surgiu de dentro do porta malas do veículo seu comparsa. Os dois praticaram a violência sexual; o crime de estupro, e deixaram-na jogada no local. O fato já fora comunicado as autoridades policiais

Fonte Repórter Francisco José (Rádio Regional)
[Continue lendo...]

Cenário eleitoral se consolida em Fortaleza


roberto-claudio-prefeito

Em avaliação no O POVO deste sábado (9), o editor-adjunto de Conjuntura Ítalo Coriolano diz que a eleição à Prefeitura de Fortaleza deverá ficar polarizada entre Roberto Cláudio e Capitão Wagner. Confira:
Com a decisão do PMDB de fechar apoio à pré-candidatura do deputado Capitão Wagner (PR) para a Prefeitura de Fortaleza ficam consolidadas as forças que disputarão o comando da Capital. Pela configuração atual, há grandes chances de a campanha ficar polarizada entre o atual prefeito Roberto Cláudio (PDT), que pode contar com uma dúzia de partidos aliados e tem toda a máquina nas mãos, e o próprio Capitão Wagner, que deve liderar o espaço de tempo no horário eleitoral graças ao peso que representam PSDB e PMDB.
Por fora, correm a ex-prefeita Luizianne Lins (PT) e o deputado Heitor Férrer (PDT). Ambos contam com forte recall e possuem trunfos e fragilidades.
A petista deve apostar na popularidade que o ex-presidente Lula ainda possui, ao mesmo tempo em que terá de lidar com o desgaste de seu partido, envolvido até a tampa em escândalos.
Heitor, ao lado da Rede, não deverá contar com grande estrutura, mas tentará explorar o discurso ético em tempos de profunda crise na política brasileira.
Mesmo enfoque que deverá ter a campanha de João Alfredo (Psol). Nome também conhecido em Fortaleza, pode enfrentar problemas diante do pouco tempo que terá de propaganda no rádio e na TV e também devido à decisão tardia de sua sigla de apresentar candidatura. Em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Belém, as articulações estão bem mais avançadas. Sem falar que a saída de Renato Roseno da disputa, nome mais forte do Psol no Estado, traz mais dificuldades para a legenda.

Fonte Eliomar de Lima
[Continue lendo...]

Janot quer ressarcimento de R$ 300 mi por supostos desvios de Cunha

Cunha tem afirmado que ele nunca recebeu vantagens indevidas e acusa a PGR de perseguição ( Agência Brasil )
A Procuradoria-Geral da República pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB) devolva aos cofres públicos o montante de R$ 298,8 milhões por seu suposto envolvimento no esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato.
Cunha responde por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, tendo sido transformado em réu em duas das três ações impetradas contra ele no Supremo. Na semana passada, Cunha renunciou ao cargo de presidente da Câmara dos Deputados, mas ainda enfrenta um processo de cassação do mandato pela Casa, o que deve ser apreciado após o recesso parlamentar.
A Procuradoria afirma que em crimes de corrupção é preciso usar como parâmetro para o ressarcimento o valor mínimo de duas vezes o montante que teria sido embolsado como propina. Isso ocorre porque os "prejuízos decorrentes da corrupção são difusos, como lesões à ordem econômica, à administração da justiça e à administração pública, inclusive, à respeitabilidade do Parlamento perante a sociedade, sendo dificilmente quantificados".
Cunha tem afirmado que ele nunca recebeu vantagens indevidas e acusa a PGR de perseguição. Sobre o pedido de ressarcimento, Cunha disse já estamos habituado "a ouvir os esdrúxulos pedidos do órgão acusador".
 
Fonte Diário do Nordeste
[Continue lendo...]

PMDB oficializa apoio à candidatura de Capitão Wagner à Prefeitura de Fortaleza

O PMDB oficializou, na sexta-feira (08), o apoio à candidatura do deputado estadual Capitão Wagner (PR) à Prefeitura de Fortaleza. Além do PMDB, o PSDB, do senador Tasso Jereissati, também apoio a candidatura de Wagner.  
O senador Eunício Oliveira deve anunciar, nas próximas semanas, o nome do vice na chapa, uma das opções é o atual vice-prefeito Gaudêncio Lucena, que rompeu com o prefeito Roberto Cláudio (PDT) durante as Eleições de 2014 por divergências na disputa pelo Palácio da Abolição.
O ex-governador Lúcio Alcântara também esteve no evento como liderança do PR, junto ao senador Eunício Oliveira, Gaudêncio Lucena e a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa.

Fonte: Ceará News 7
[Continue lendo...]

Eleições 2016. Os cuidados que faltam na hora de escolher o vice

Com pouca base ideológica, alianças de urna geraram uma tradição de rompimento entre chefes e seus vices. Em ano de eleição, histórico é um alerta sobre os cuidados na hora de fechar chapa
Assistida em 2016, a cena parece até surreal: lado a lado, Dilma Rousseff e Michel Temer, recém-eleitos, sobem juntos a rampa do Planalto. Das mãos de Lula, a petista recebe a faixa presidencial enquanto o vice, paciente, observa de longe. Os dois se aproximam e erguem os braços em gesto histórico, que pouco remete às farpas e acusações mútuas em que se tornou, hoje, a relação entre a presidente afastada e seu vice.
 
Princípio vivo do imaginário popular, a máxima de que “não existe inimigo mais temível que um ex-amigo” encontra paralelo fiel na política brasileira. Seja no Planalto, Ceará ou Fortaleza, a crônica do poder é rica em grandes adversários que surgiram de um vice. Em ano de eleição, o caso de Dilma e Temer é alerta para os cuidados – que deveriam existir – na hora de se arranjar colega de chapa.
“O vice (no Brasil) normalmente acaba tendo papel figurativo. Serve só para amarrar alianças para as eleições”, diz o cientista político Felipe Albuquerque, pesquisador da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). Ele aponta que, com o vínculo frágil e a aproximação do vice ao poder, é natural o surgimento de rusgas por espaços entre aliados.

Tradição local
Em Fortaleza, a teoria já virou tradição. Desde 1986, quase todos os prefeitos que passaram pelo Palácio do Bispo romperam politicamente com os vices. “Eu tinha que apoiar o meu candidato, e o prefeito o dele. Aí não tinha outro jeito, veio o rompimento ”, diz o vice-prefeito da Capital, Gaudêncio Lucena (PMDB).
 
Eleitos em 2012 em clima de amizade inabalável, a “lua de mel” entre o peemedebista e o prefeito Roberto Cláudio (PDT) durou só até a eleição seguinte. Em 2014, o vice rompeu com o gestor para apoiar Eunício Oliveira (PMDB) ao governo – contrariando promessa de quebrar o histórico de rompimentos feita na campanha.
 
“O conflito é tão comum pela própria política de alianças feitas no Brasil. Alianças não ocorrem por convicções ideológicas, mas por interesses pragmáticos”, avalia a cientista política Nayara Macedo, doutoranda pela Universidade de Brasília. Ela afirma que o conflito poderia ser evitado com um vínculo político maior na coalizão.
 
Vice que rompeu com Luizianne Lins (PT), o hoje deputado Tin Gomes (PHS) aponta também responsabilidade dos gestores nos conflitos. “O prefeito deveria ter confiança e humildade para colocar o vice em uma função em que ele possa ajudar. O que ocorre é que muitas vezes ele se preocupa em que o vice apareça mais do que ele”.

Fonte Opovo
[Continue lendo...]

Mais de 32 milhões de brasileiros trocaram o celular sem trocar de número

Os clientes dos serviços de telefonia fixa e móvel no Brasil já realizaram 32,6 milhões de trocas de operadora com a manutenção do número do telefone desde que o serviço de portabilidade numérica começou a funcionar no país, em 2008. A maioria das transferências (63%) foi entre operadoras de telefonia móvel e 37% entre números fixos.
No primeiro semestre deste ano foram registrados 2,18 milhões de portabilidades numéricas, de acordo com o relatório da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), entidade administradora da portabilidade numérica no Brasil.
O serviço de portabilidade numérica começou a ser oferecido em setembro de 2008, e implantado de forma gradativa no país. Ele permite que o número de identificação dos telefones fixos e móveis sejam mantidos após a troca de operadora.
Quem quiser trocar de prestadora e manter o número do telefone deve se dirigir à operadora para a qual quer migrar e pedir uma nova habilitação, mantendo o número atual. O processo de portabilidade deve ser concluído em, no máximo, três dias úteis depois da solicitação do consumidor. Caso o usuário mude de ideia e decida permanecer na operadora que lhe prestava o serviço, terá dois dias úteis, após a solicitação de transferência, para suspender o processo de migração em andamento.
 
Fonte Sobral de Prima
[Continue lendo...]

Sérgio Machado massacrado entre anulação de sua delação e processos contra os filhos

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, tem recebido fortes pressões políticas e dentro do próprio Ministério Público Federal(MPF) pelos termos generosos dos acordos de delação premiada com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Tanto que há risco real dele ser anulado, o que gerou pânico a Sergio e a sua família.
A delação acertada por Sérgio o punia em dois anos de prisão domiciliar na sua mansão em Fortaleza e ainda permitia que os três filhos -Serginho, Expedito(Did) e Daniel Machado - ficassem livres de qualquer punição - nada de prisão - e com mais de R$200 milhões em bens e imóveis no Brasil e exterior.
Mas, o êxito da delação de Sérgio Machado estaria com os dias contados, segundo informou hoje, o site Antagonista.com nas ameaças veladas do MPF. Desesperado, prometeu na semana passada entregar em 20 dias novas provas contra todos que ele denunciou - senadores Renan Calheiros, Romero Jucá, José Sarney, dentre outros. Esse prazo no final de julho.
Nem a entrega desses documentos devastadores que podem até levar à cadeia esses seus antigos aliados está sendo mais suficiente para Sérgio Machado proteger a absolvição total dos filhos e de suas empresas.
O MPF decidiu processar por improbidade administrativa Serginho, Did e Daniel, e seus parentes implicados nos seus negócios. As consequências dessa decisão são devastadoras e levam por terra os planos do ex-presidente da Transpetro de assumir toda a culpa pela corrupção.

Fonte Ceará News 7
[Continue lendo...]

No caminho para o Rio, Brasil renasce, bate EUA e leva 11º título do Grand Prix

Seleção começa mal, perde primeiro set, mas tem reação brilhante para vencer rivais

Por Bangcoc, Tailândia

Um olhar mais pessimista, sem paciência, talvez quisesse adiantar o filme antes da hora.  O início, é verdade, não foi nada bom. O ataque não entrava, o passe não encaixava, e o saque americano explodia no braço antes de a bola voar para longe. É preciso lembrar, porém, que ninguém ganha dois ouros olímpicos por sorte. Para se reerguer, é preciso ter calma. Foi assim, aos poucos, que o Brasil deixou de lado qualquer favoritismo que os Estados Unidos pudessem ter. Se as rivais foram tão soberanas nos últimos anos, a seleção busca o momento certo para estourar. E o primeiro passo foi dado. Numa reação brilhante em meio a uma partida dramática, deu forma ao sonho do tri ao conquistar seu 11º título do Grand Prix. Em 3 sets a 2, parciais 18/25, 25/17, 25/23, 22/25 e 15/9, fez o ginásio Huamark, em Bangcoc, explodir em festa diante da alegria brasileira.
- Estou muito orgulhoso, muito orgulhoso do meu time. Jogamos uma grande batalha, uma partida maravilhosa. No tie-break, qualquer um poderia ganhar, estou muito feliz. Mas precisamos pensar no Rio, porque a Olimpíada é mais importante que o Grand Prix - avaliou Zé Roberto Guimarães.
Capitã da seleção, a central Fabiana pôs a bola no chão 18 vezes e foi a maior pontuadora da final, seguida pela americana Akinradewo (16) e pela companheira Sheilla (14).
Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino Thaísa (Foto: Divulgação/FIVB)Thaísa comemora mais um ponto do Brasil (Foto: Divulgação/FIVB)
início ruim, Reação e vitória
Fernanda Garay veio do fundo e deu um toque de leve, suficiente para vencer o bloqueio e abrir o placar para o Brasil. O início, porém, foi lá e cá. No ataque para fora de Sheilla, os EUA ficaram pela primeira vez à frente no placar.  Natália subiu e atacou forte, mas a bola foi na rede, e os EUA abriram 10 a 7. Zé Roberto, então, pediu tempo. Pouco adiantou. O tal favoritismo americano aparecia escancarado naquele início.
Os EUA continuaram soberanos. Com um saque forçado, geralmente com Natália na mira, as americanas abriram cinco pontos: 14 a 9. No segundo tempo técnico, a mesma vantagem (16/11). Zé arriscou: mandou Gabi para o lugar de Sheilla, que pouco havia conseguido fazer, e Roberta para a inversão 5 por 1. A seleção, em um primeiro momento, conseguiu reduzir a diferença para apenas dois pontos. Em pouco tempo, porém, as rivais voltaram a disparar e abriram 20/14.
Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino Natália (Foto: Divulgação/FIVB)Natália ataca para superar o bloqueio triplo dos EUA (Foto: Divulgação/FIVB)

O Brasil sofria com os saques americanos. Tinha problemas na recepção e no passe, dificultando os ataques. Foi assim que a seleção perdeu seu primeiro set na fase final. Garay não conseguiu parar o serviço dos EUA, e Akinradewo apareceu livre pelo meio para soltar o braço e fechar: 25/18.
Thaísa abriu a contagem no segundo set ao mandar uma pancada contra Kelly Murphy. Não demorou, porém, para que os EUA passassem à frente. Zé Roberto chamou Jaqueline e animou o público. A ponteira, uma das mais queridas da torcida local, apareceu bem em seu primeiro ataque. Depois, contou com um erro de posicionamento das americanas para deixar tudo igual, em 4 a 4. Pouco depois, quando os EUA estavam à frente uma vez mais, apareceu bem pelo fundo para diminuir a diferença e deixar a seleção a um ponto do empate. Dani Lins, com saque perfeito, e Thaísa, com uma nova pancada, fizeram o Brasil chegar ao primeiro tempo técnico em vantagem: 8/7.
Era um Brasil mais seguro e preciso. Depois de ataque de Fabiana, abriu dois pontos de diferença (12/10). A torcida também se empolgou. A cada ponto brasileiro, o ginásio de Huamark explodia. No melhor rali até então, Sheilla apareceu bem pela saída de rede e explodiu no ataque. Os EUA pediram desafio, acusando bola fora. No vídeo, a confirmação do ponto, e a vantagem brasileira aumentou: 16/13.
Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino (Foto: Divulgação/FIVB)Briga pelo ponto na rede (Foto: Divulgação/FIVB)
Do outro lado, o técnico Karch Kiraly tentava reerguer seu time. Tentou a inversão 5 por 1, pediu tempo e buscou orientar seu time. Os golpes de Kelly Murphy e Kimberly Hill já não entravam mais com tanta facilidade. Após Rachael Adams mandar para fora, a vantagem brasileira já era de seis pontos (23/17). As americanas erraram duas vezes mais e fim de papo: 25/17. Tudo igual no placar.
Na pancada de Kelly Murphy, as americanas largaram na frente no segundo set. O Brasil tinha Fê Garay de volta à quadra. Depois de um rali intenso, Fabiana apareceu bem pelo meio e mandou a bola direto no chão rival, empatando em 2 a 2. Era, mais uma vez, um jogo equilibrado. Em um time sem uma estrela máxima, os EUA brilhavam no conjunto. As americanas contaram com dois erros em sequência das rivais, em saque de Fabiana e em um desvio de bloqueio mortal para a recepção, para abrir 6/4. Mas o Brasil foi buscar. Em dois ralis sensacionais, Thaísa e Fê Garay fizeram a equipe de Zé Roberto tomar a frente. No ataque de Sheilla, a vantagem no tempo técnico: 8/6.
O Brasil, como de costume, se alimentava do desafio. À medida que as americanas encostavam na contagem, as brasileiras cresciam. Se não faziam uma partida tecnicamente perfeita, esbanjavam vontade. Depois de passe de Dani Lins, Fabiana voltou a aparecer bem para ampliar a vantagem: 14 a 11. Kiraly, então, pediu tempo uma vez mais. Não adiantou. Melhor àquela altura, a seleção de Zé Roberto foi para o segundo tempo técnico com 16/12.
O Brasil, porém, funcionava como orquestra. Em sintonia, as jogadoras pareciam saber exatamente onde estar e o que fazer. Como Thaísa, que subiu soberana à rede para explodir em um novo golpe: 19/14. As rivais não queriam desistir. Tão talentosas, também contaram com a sorte em alguns momentos para diminuir a diferença para apenas um ponto. Chegaram ao empate, mas Zé Roberto viu um toque que ninguém mais viu. Nem mesmo Thaísa, que soltou o braço como de costume. O técnico tinha razão. No desafio, desvio na rede, e vitória brasileira na parcial: 25/23.
Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino (Foto: Divulgação/FIVB)Brasileiras vibram muito em quadra (Foto: Divulgação/FIVB)
As americanas juntaram os trapos e tentaram se reerguer. No início do quarto set, mostraram força. Hill e Akinradewo ignoraram a desvantagem e tomaram a responsabilidade em busca da reação. O Brasil até foi em vantagem para a primeira parada técnica, depois de ataque de Sheilla. Na sequência, porém, os Estados Unidos abriram três pontos de vantagem: 12/9. 
O Brasil buscou uma vez mais. O bloqueio de Fabiana sobre Murphy deixou tudo igual: 12/12. Era um jogo nervoso, apesar do olhar tranquilo de Dani Lins ao achar Thaísa livre parar fuzilar a quadra rival novamente. Os EUA também foram buscar e tomaram a frente na reta final. No saque de Hill sobre Gabi, a bola explodiu sem recepção. Depois, bateu na rede e caiu devagar, sem defesa, na quadra brasileira (22 a 20). O passe voltou a não encaixar no ponto seguinte, e Zé desfez a inversão.
Fabiana diminuiu, mas os EUA chegaram ao set point na sequência. A seleção ainda ganhou uma sobrevida depois de a bola de Sheilla explodir no bloqueio e ir para fora. As americanas, no entanto, tinham o domínio àquela altura e fecharam em 25/22.
O tie-break encheu o ginásio de olhos assustados e gritos abafados. Os Estados Unidos começaram melhor, mas o Brasil soube, mais uma vez, ter calma. Abriu 8/5 com maestria. Dani Lins, em um saque perfeito, deu ainda mais consistência ao placar. O bloqueio de Natália fez Kiraly entrar em desespero e pedir tempo. Não funcionou. Fabiana fechou o placar e selou a festa brasileira: 15/9.
Na disputa pelo terceiro lugar, a Holanda conseguiu uma virada espetacular sobre a Rússia. Depois de estar perdendo por 2 sets a 0, virou e chegou à vitória por 3 sets a 2, parciais 18/25, 23/25, 30/28 25/21 e 15/9
Fonte G1
[Continue lendo...]

Ipu-CE: Ex-vereador Zé Maurício tem encontro no Palácio da Abolição com o chefe da Casa Militar

 
O ex-vereador, empresário Zé Maurício teve nesta segunda-feira (04/07) encontro na capital cearense, no Palácio da Abolição com o secretário de estado, chefe da Casa Militar; Coronel Túlio Studart. Na pauta do encontro; mais segurança para o município de Ipu.
Como cidadão ipuense, preocupado com o bem-estar da população, e usando da sua grande influência com o alto escalão da Polícia Militar do estado, Zé Maurício "chegou junto" do Coronel Studart, que o recebeu de forma acolhedora. "Super Zé" mostrou reportagens da TV Diário sobre a insegurança no município de Ipu, comprovando os elevados índices de violência dos últimos meses no município. O Chefe da casa Militar se comprometeu com seu amigo, em tomar as devidas providências.
Confira na sonora abaixo entrevista na íntegra com o Zé Maurício, pai do Vereador Eduardo Ximenes. Todos os detalhes da sua incursão na capital Fortaleza em busca de melhorias para a segurança do município de Ipu: 

















Entrevista com Zé Maurício

Fonte Repórter Francisco José (Rádio Regional)
[Continue lendo...]

EEEP Antônio Tarcísio Aragão realiza segunda edição do EP Music Awards


Na noite da última quinta-feira, 30 de junho, a EEEP Antônio Tarcísio Aragão realizou a segunda edição do EP Music Awards, projeto idealizado pela professora Karollyna Martins que leciona a disciplina de inglês, o projeto tem como objetivo o trabalho em equipe e o aprimoramento na Língua Inglesa. 
No evento as 12 turmas apresentaram seus videoclipes e depois os jurados avaliaram os quesitos: cenário, figurino, criatividade e dublagem. Elegendo assim as três primeiras colocações: 
1º lugar - 3º Ano Comércio, com o clipe SMOOTH CRINAL 
2º Lugar - 3º Ano Enfermagem, com clipe HOT N COLD 
3º Lugar - 2º Ano Comércio, com o clipe THEY DON'T CARE ABOUT US. 

Os ganhadores se destacaram pela apresentação de vídeos realmente surpreendentes em todos os quesitos julgados!
 
Fonte Ipu Notícias
[Continue lendo...]

"Fim de Mandato": Força tarefa do TCM e Ministério Público do Estado intensificam fiscalização em municípios

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o Ministério Público do Estado, através da PROCAP (Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública), elaboraram um planejamento conjunto de fiscalizações em municípios cearenses no decorrer do segundo semestre.
O objetivo é desenvolver uma força tarefa para evitar a desestruturação das administrações municipais nos próximos cinco meses, o fim do mandato eleitoral. "A parceria será focada na elaboração de uma matriz de risco que será definida a partir de dados do próprio Tribunal e de contribuições por parte do PROCAP", informa o diretor-geral da TCM, Juraci Muniz Júnior.
As ações do TCM preveem, ainda, a oferta de cursos para promotores de justiça e servidores dos dois órgãos que irão atuar nas operações; recepção de demandas, em especial, casos de denuncia, por meio de sua Ouvidoria; e orientação técnica a quaisquer interessados que procurarem a Corte de Contas.
Para a coordenadora da Procap, a vice-procuradora-geral de justiça Vanja Fontenele, “a pretensão é identificar, dentro da experiência desenvolvida pelo TCM e Procap, formas de aprimorar a atuação das instituições, evitando, dessa maneira, os casos de prejuízos aos cofres públicos”.
 
Fonte Ceará News 7 via Aconteceu Ipu
[Continue lendo...]

Limite de gastos das Assembleias Legislativas é aprovado em primeiro turno

O Plenário do Senado aprovou em primeiro turno, nesta terça-feira (5), a limitação dos custos das Assembleias Legislativas. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 30/2014, de iniciativa do senador João Capiberibe (PSB-AP), ganhou emenda do relator Acir Gurgacz (PDT-RO) para estabelecer que a despesa anual do legislativo estadual não pode exceder despesa realizada no exercício financeiro do ano anterior.
O repasse de recursos superior a esse limite, bem como a realização de despesa acima dele, passa a constituir crime de responsabilidade. A norma vale também para a Câmara Legislativa do Distrito Federal e para os Tribunais de Contas dos estados e do DF. A matéria segue agora para votação em segundo turno.

Custos altos

O senador João Capiberibe argumenta que esses órgãos apresentam custos elevados e crescentes, sem justificativa. Em 2013, por exemplo, foram R$ 14,5 bilhões, sendo R$ 9,4 bilhões gastos pelas assembleias e R$ 5,1 bilhões pelos tribunais.
Ele explicou que o congelamento dos gastos no patamar de um determinado ano, com a possibilidade de correção posterior pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), desobriga as unidades da federação do aumento compulsório dos repasses, no ritmo ditado pelo crescimento econômico.
— Nos últimos 10 anos houve um crescimento acima da inflação da ordem de 47%, e as funções das assembleias e dos tribunais não mudaram. A função é legislar e fiscalizar.
Para o relator da matéria, a expansão dos gastos dos estados e do Distrito Federal com seus Legislativos e Tribunais é preocupante. "Esses gastos são elevados, conforme parâmetros de comparação internacionais e federais", disse Acir.
Na avaliação do líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB–SP) o projeto “está em consonância com a preocupação do Executivo em estabelecer um limite, uma contenção à escalada dos gastos públicos”.
Já os senadores Wellington Fagundes (PR-MT) e Waldemir Moka (PMDB-MS) lembraram que os gastos são compatíveis com o desenvolvimento dos estados. Além disso, também há dinheiro devolvido ao governo do estado, completaram.
Outros senadores defenderam o projeto por entender que ele vai contribuir na melhor adequação orçamentária dos estados.
O presidente do Senado, Renan Calheiros, apontou a importância da matéria e lembrou a experiência exitosa na limitação dos gastos da Casa, que na década de 90 ainda tinha orçamento igual ao da Câmara dos Deputados.
— Hoje o orçamento do Senado Federal é apenas 60% do orçamento da Câmara, com absoluta transparência. De modo que as ações e iniciativas que foram tomadas pelos senadores poderão tranquilamente ser repetidas pelas Assembleias Legislativas — ponderou.

Fonte  Agência Senado
 
 
[Continue lendo...]

Não temos probabilidade de evento terrorista”, diz ministro sobre Jogos Olímpicos

al

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou hoje (5) que não há probabilidade de ocorrer um ataque terrorista no Brasil durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.
Moraes participou da entrevista coletiva que reuniu organizadores dos Jogos, a um mês da abertura da competição, marcada para o dia 5 de agosto.
“Não temos probabilidade de algum evento terrorista. A possibilidade existe no mundo todo, mas não há a probabilidade. Mas trabalhamos como se houvesse”, disse o ministro, que pediu tranquilidade à população e aos turistas: “Podem ficar absolutamente tranquilos”.
O Ministério da Justiça assumiu hoje a segurança patrimonial das arenas olímpicas, com a Força Nacional de Segurança Pública. Segundo Moraes, todo o efetivo da Força Nacional, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal estará em seus postos até 24 de julho.
De acordo com o ministro, a atuação da Força Nacional nos locais de competição permitirá que a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro se dedique exclusivamente à segurança pública durante os jogos.
Moraes disse que os policiais militares devem ter a primeira parcela do RAS (Regime Adicional de Serviço) quitada nesta semana e, a partir disso, o pagamento de horas extras será normalizado. “Já foram liberados e já foram transferidos”, disse Moraes sobre os R$ 2,9 milhões em crédito suplementar que o governo federal liberou para o governo do estado do Rio, que enfrenta uma crise financeira que se agrava desde o ano passado.

Fonte (Agência Brasil)
[Continue lendo...]

Deputado já votado no Ipu lidera corrida eleitoral em seu município

Bismarck Maia lidera primeira pesquisa para Prefeitura de Aracati

A pesquisa ouviu 301 eleitores entre os dias 21 e 24 de junho de 2016, ainda no período pré-eleitoral

O Ibope divulgou nesta terça-feira (5), a primeira pesquisa eleitoral para o cargo de prefeito na cidade de Aracati. O candidato Bismarck Maia (PRB) lidera as intenções de votos, com 35%, na pesquisa estimulada. No mesmo cenário, o atual prefeito Ivan Silvério (PDT) aparece com 17%, seguido de Xavier Maia com 16%, Expedito Ferreira com 14% e Crisanto Damasceno lembrado por 4%. Somado o número de brancos, nulos ou que não sabem, o total foi de 14%.
A pesquisa ouviu 301 eleitores entre os dias 21 e 24 de junho de 2016, ainda no período pré-eleitoral. Segundo o Ibope, o nível de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro estimada é de seis pontos percentuais para mais ou para menos.
Em um outro cenário, sem a presença do candidato Expedido Ferreira, os números mudam. Bismarck aparece com 42% das intenções, Xavier Maia com 22%, Ivan com 17% e Crisanto Damasceno com 6%. Brancos, nulos e não sabem somam 13%.
Espontânea
Quando perguntados em quem votariam para prefeito de forma espontânea, 42% dos entrevistados não souberam ou não responderam. Bracos e nulos foram 17%. Entre os candidatos lembrados, Birmacrk aparece com 18%, seguido de Ivan Silvério com 13% e Expedito Ferreira, com 3%
A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número CE-04719/2016. 
Confira os detalhes da pesquisa:
Cenário 1
2
Cenário 2
3
Cenário 3
4
 
Fonte Diário do Nordeste
[Continue lendo...]

MPCE realiza inspeção na Cadeia Pública de Santa Quitéria

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através dos promotores de Justiça de Santa Quitéria, Marina Romagna Marcelino e Déric Funck Leite, realizaram na última quarta-feira (29/06) uma inspeção na Cadeia Pública de Santa Quitéria, pois o espaço encontra-se interditado após danos causados durante rebelião no dia 6 de junho. Durante a vistoria foi constatado o elevado grau de destruição provocado pelos detentos.
Segundo informações das 1ª e 2ª Promotorias de Santa Quitéria, as grades foram arrancadas, paredes e portas quebradas, fiação cortada, dentre outros danos. A unidade prisional possui duas alas, a menor estava em fase final de recuperação e a maior ainda estava na fase inicial de reforma. Para os promotores, a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), atendeu apenas parcialmente às providências necessárias para o funcionamento regular da Cadeia Pública de Santa Quitéria.
A situação irregular do sistema carcerário da cidade já havia sido constatada anteriormente pelo MPCE durante inspeção no dia 4 de abril deste ano. Na ocasião, verificou-se que o local não apresentava as condições necessárias para o seu regular funcionamento, sem oferecer garantias de segurança e condições mínimas aos detentos. Dentre as irregularidades verificadas, destaca-se a inexistência de cerca elétrica, reduzido número de agentes prisionais – cerca de um agente para 100 detentos – alimentos vencidos e armazenados no chão, sistema de esgotamento e energia deficitárias, dentre outros.
Após a vistoria realizada em abril, o Ministério Público alertou à Sejus da possibilidade de haver uma rebelião no local, devido às irregularidades apresentadas. Segundo Marina Romagna e Déric Leite, o MPCE atua junto ao sistema prisional como forma de garantir, de um lado, a proteção da sociedade e a prevenção da criminalidade e, de outro, a dignidade humana e a recuperação da população carcerária. “Continuaremos fiscalizando, acompanhando e cobrando ações concretas do Governo do Estado no intuito de sanar ou minimizar as deficiências do sistema carcerário em Santa Quitéria”, afirmam os promotores.

Fonte: Ministério Público do Estado do Ceará
[Continue lendo...]

Casa de Candomblé promove lavagem das escadarias da AL-CE

Ação simboliza limpeza do ódio, fundamentalismo e discriminação", além de defesa do governo de Dilma Rousseff (PT)
1º Ijexá para a Democracia, evento realizado pelo terreiro no dia 1° de junho
Terreiro de Candomblé Ilê Axé Omo Tifé promove, na próxima quinta-feira, 7, lavagem das escadarias da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE). A ação, intitulada pelo Candomblé de "Omi Oya", terá como objetivo "a limpeza do ódio, fundamentalismo e discriminação", além de defesa do governo de Dilma Rousseff (PT).

A concentração do ato está marcada para as 8 horas, na Praça da Imprensa, no bairro Aldeota. Ele tem parceria do Fórum Cearense de Mulheres (FCM), Tambores de Safo, Instituto Negra do Ceará (Inegra), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Levante Popular da Juventude e outros movimentos sociais.

"Dançaremos e ergueremos nossos braços em sinal de rompimento com a moralidade excludente dos bons, a defesa do nosso povo e dos seus direitos são bandeiras que não negociamos", explica afirma Iyalorixá Valéria de Logun Edé, líder do terreiro, que está localizado no bairro Jangurussu.

"Não serão as nossas lágrimas que lavarão aquelas escadas... Serão águas de cheiro! Nosso povo produz amor! Nosso povo tem mão fértil. Não se deve esquecer, bem sei, que Oyá estará lá", afirma a liderança.
A ação surgiu durante o "1º Ijexá para a Democracia", uma iniciativa da Casa que reuniu representantes de movimentos sociais, povos de terreiro, lideranças comunitárias e coletivos autônomos, no último dia 11 de junho. O evento marcou o início de uma série de ações que o Ilê Axé Omo Tifé pretende realizar contra o impeachment de Dilma e em defesa dos direitos das Casas de Candomblé.

Redação O POVO Online
[Continue lendo...]

Eleições 2016. Sem tempo para errar

As eleições 2016 vão ser diferentes de todas as outras. Uma das principais mudanças está o financiamento de campanha. As empresas não poderão doar para candidatos ou partidos, só pessoas físicas. Foi determinado um limite de gastos. O teto para cargos majoritários é de até 50% do maior gasto declarado no primeiro turno de 2012 e de 30%, no segundo turno. Onde há previsão de apenas um turno, o teto é 70%.
A mudança mais perceptível para o eleitor é a redução no período de campanha de 90 para 45 dias. A duração do horário eleitoral gratuito no rádio e TV também diminui de 45 para 35 dias. Com campanhas mais baratas e curtas, não há tempo para errar. Os candidatos têm que provar logo a que vieram e mostrar mais a cara, já que a lei exige a presença deles em 75% da propaganda.
 
Fonte Sobral de Prima
[Continue lendo...]

Petrobras inicia venda de campos de exploração de petróleo no Ceará e Sergipe


A Petrobras iniciou, na segunda-feira (4), o processo de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural de campos em águas rasas nos estados de Ceará e Sergipe.
No total, a estatal procura novos gestores para nove concessões, que registraram, em 2015,produção de 13 mil barris de óleo por dia, correspondendo a 0,5% da produção total da Petrobras.
"A venda será realizada por meio de processo competitivo e a Petrobras avaliará os termos e condições das propostas que venham a ser recebidas", afirma a estatal em nota.
À venda
Após ser atingida fortemente pela crise mundial do preço do petróleo e pelos desvios de verbas em escândalos de corrupção, a Petrobras adotou uma estratégia de desinvestimentos. Entre 2015 e 2017, a previsão da empresa é vender R$ 15,1 bilhões em ativos.

Fonte Ceará News 7
[Continue lendo...]
 
Tema desenvolvido por Diego Farias/ Fagner Freire ·